Pedido

BOAS LEITURAS!!!

sexta-feira, 26 de julho de 2013

“A Cama da Paixão” de Laura Lee Guhrke

Nº de páginas: 312 
Preço (Bertrand): 14,40€ 
Editora: Livros d’Hoje 
Ano de lançamento: 2010 

“Londres, 1833. Quando numa noite Lady Viola conheceu o galante visconde John Hammond foi amor à primeira vista. Vendo-se repentinamente envolvida numa relação séria, só se apercebeu da chocante verdade após o casamento: o seu amado John nunca tinha gostado dela verdadeiramente, casando com ela apenas pela sua fortuna… e o pior, é que ele não via nada de errado nisso. Desolada, Viola jurou nunca mais permitir que o canalha que a tinha enganado se voltasse a deitar com ela. John, na verdade, nunca teve intenção de ferir a bela e determinada mulher que se tornou numa estranha para ele. Agora, depois de anos de um casamento faz de conta, ele precisa de um herdeiro, e vê-se confrontado com um intrigante e atraente desafio: ter de seduzir a sua própria mulher. Ele tem de convencer Viola a regressar ao seu leito matrimonial, mas desta vez pode ser ele o único a perder o coração” 

O meu comentário: 

Uma obra que me fez compreender irrefutavelmente as terríveis regras e sociedade do século XIX. 
Como é possível os homens rebaixarem as mulheres de tal maneira, tendo estas de se sujeitarem às regras ditadas por estes, tendo de fazer tudo aquilo que os seus maridos ordenam porque assim dita a lei!? 
Uma protagonista que admirei imenso por tentar desprender-se das algemas que a prendem ao homem que mais teme. John foi o homem a quem decidiu entregar o coração e quem o partiu em mil pedaços quando descobriu que mantinha relações com outras mulheres. Dessa forma resolveu-se a bani-lo do leito conjugal e, mais posteriormente, da sua vida de todo. 
Sendo uma mulher, ainda por cima romântica, não consigo compreender a dor de Viola ao ver-se colocada nessa situação. Ainda por cima depois de saber que este se encontra novamente interessado nela unicamente porque deseja um herdeiro. 
Como os homens podem ser tão frios? 
Apesar de o livro, como praticamente todos existentes no mercado, ter um final feliz, uma pessoa não deixa de ficar irritada e desiludida com as atitudes do lorde. Entendendo por um lado que tivesse reservas de amar, tendo em conta o meio em que foi criado, mas nada desculpa, a meu ver, aquilo que fez. 
Todavia lá conseguiu redimir-se e obter aquilo que mais desejava, revelando-se a sua senhora numa mulher fantástica sendo capaz de perdoar, amar e de se entregar totalmente à promessa de um futuro em conjunto. 
Uma obra que apreciei e que me trouxe imensos sentimentos… 
Não gostei muito da surpresa que nos aparece no final, mas vejo-a mais como uma forma de imortalizar a protagonista, mostrando-nos que esta tem um grande coração perdoando tudo. 
Por outro lado, também vemos John a redimir-se dos seus pecados, aceitando-os e vivendo com eles, não receando entregar o seu amor a quem seja preciso. 
Amanhã, melhor dizendo, mais logo há mais… Boas leituras! 

“Ele deixou-a encantada, casou-se com ela e traiu-a…” 

NOTA: Informo todos os leitores que esta obra pode conter conteúdo sexual que pode ferir a sensibilidade de algumas pessoas. Se se acha preparado para desfrutar das suas páginas a responsabilidade é sua (dirigido aos mais jovens)

Sem comentários:

Publicar um comentário