Pedido

BOAS LEITURAS!!!

domingo, 11 de novembro de 2012

“Nómada” de Stephenie Meyer

Nº de páginas: 840 
Preço (Bertrand): 20,09€ 
Editora: Gailivro 
Colecção: 1001 Mundos 
Ano de lançamento: 2009 

“Melanie Stryder recusa-se a desaparecer. 
O nosso Mundo foi invadido por um inimigo invisível. Os Humanos estão a ser transformados em hospedeiros destes invasores, com as suas mentes expurgadas, enquanto o corpo permanece igual e a vida prossegue sem qualquer mudança aparente. A maior parte da Humanidade não consegue resistir. 
Quando Melanie, um dos poucos Humanos «indomáveis», é capturada, ela tem a certeza de que chegou o fim. Nómada, a Alma invasora a quem o corpo de Melanie é entregue, foi avisada sobre o desafio de viver no interior de um humano: emoções avassaladoras, excesso de sentidos, recordações demasiado presentes. Mas existe uma dificuldade com que Nómada não conta: o anterior dono do corpo combate a posse da sua mente. 
Nómada esquadrinha os pensamentos de Melanie, na esperança de descobrir o paradeiro da resistência humana. Melanie inunda-lhe a mente com visões do homem por quem está apaixonada – Jared, um sobrevivente humano que vive na clandestinidade. Incapaz de se libertar dos desejos do seu corpo. Nómada começa a sentir-se atraída pelo homem que tem por missão delatar. No momento em que um inimigo comum transforma Nómada e Melanie em aliadas involuntárias, as lançam-se numa busca perigosa e desconhecida do homem que amam” 

O meu comentário: 

Stephenie Meyer, a autora de uma saga que conquistou todas as idades e que, de certa forma, foi um marco numa literatura fantástica, dando lugar a uma nova paixão pelos vampiros, ganhando estes muito terreno em relação aos feiticeiros que conquistaram uma grande importância graças à saga «Harry Potter». 
Chegando os quatro famosos livros protagonizados por Bella ao fim, a autora decide enveredar por um outro ramo completamente diferente, apresentando-nos um mundo apocalíptico, em que os nossos corpos são “possuídos” por outros seres, passando a ter o total controlo das nossas emoções, dos nossos actos, passando a nossa consciência a não existir. 
Todavia, quando Nómada entra no corpo de Melanie, esta depara-se com uma situação em que nunca se tinha encontrado: esta não consegue apagar totalmente a consciência do hospedeiro, sendo esta muito forte, tentando ripostar e manter o controlo do seu próprio corpo. 
Assim, inicia-se uma série de momentos em que a alma mais poderosa de todas tenta procurar a localização dos resistentes e do belo rapaz que aparece constantemente nos pensamentos de Melanie, acabando, de certo modo, por estar romanticamente interessada neste. 
Contudo, as coisas não são assim são fáceis, sendo esta vista como um monstro que ocupa o corpo da jovem rapariga amada por todos, acabando tais ideias por se irem alterando com o tempo, conquistando, a pouco e pouco, um lugar merecido em tal civilização de humanos… 
Uma história que ganha imenso pela diferença, destacando-se de todos os livros que já li, incluindo os anteriores trabalhos da autora. É pena é ter terminado, estando grande parte dos leitores que já tiveram o prazer de desfrutar deste livro à espera que uma continuação que nos diga mais em relação a Nómada, a Melanie e aos seus relacionamentos e a fuga das outras almas que tanto ameaçam a nossa espécie. 
Uma obra que vale a pena ser lida. É pena é não ser propriamente barata, mas grande parte das livrarias municipais já tem este livro disponível, por isso… 
Até uma próxima! Aproveitem agora o último filme da Saga Luz e Escuridão, que não sendo tão boa e marcante como a colecção do Harry Potter, de certa forma, também cria alguma nostalgia por estar perto do seu término. Posso-vos garantir que a banda sonora é bonita e muito romântica e que, milagrosamente, a Kristen Stewart sorri durante algumas cenas…

Sem comentários:

Publicar um comentário