Pedido

BOAS LEITURAS!!!

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Série Divina - “Divina por Engano” de P.C. Cast

Nº de páginas: 432 
Preço (Bertrand): 17,76€ 
Editora: Saída de Emergência 
Ano de lançamento: 2013 

“Shannon Parker é uma professora de Inglês a aproveitar umas muito merecidas férias de verão. Ao fazer compras, encontra um antigo vaso com a figura de uma deusa celta muito parecida consigo. Shannon compra o vaso, mas nem sonha na aventura em que se irá meter. 
Sem saber como, vê-se, de súbito, transportada para Partholon, onde assume o papel de Rhiannon, a Sumo-Sacerdotisa de Eponina. E apesar de todas as regalias e do tratamento de luxo - qual a mulher que não gosta de receber uns mimos? - ser deusa envolve um casamento ritual com um centauro e lutar contra os fomorianos, criaturas maléficas que tudo farão para travar o regresso da verdadeira deusa. 
Conseguirá Shannon livrar-se deste sarilho e arranjar alguma forma de regressar a casa sem acabar morta, casada com um cavalo ou enlouquecida? É que ser divina, afinal, não é um mar de rosas!” 

O meu comentário: 

Como qualquer jovem adulta que se deixou levar pelo mundo dos vampiros, conheço Cast já há algum tempo, tendo começado a ler a série Casa da Noite. Contudo, com o tempo fui achando a história cada vez mais ridícula e um pouco aborrecida não saindo do mesmo, passando a outras leituras e tendo-a abandonado esperando mais tarde retomá-la. 
Todavia, quando me encontrava no estrangeiro deparei-me com outra colecção da autora dando-lhe uma nova oportunidade. Dessa forma tive contacto com um lado diferente desta escritora, passando a achar que nem é nada má, tendo gostado imenso do trabalho que fez com «Goddess Summoning Series». Ainda por cima gosto imenso da cultura grega e romana. 
Agora resolvi começar esta nova série que nos é trazida pela SDE na esperança de encontrar algo semelhante. E tal até acabou por acontecer. 
Se este livro fosse englobado na saga anterior nem se notaria a diferença – uma mulher do nosso tempo que é transportada para um mundo mitológico que pensava só existir nos seus livros de História e Mitologia. Para além disso toma o lugar de uma Sacerdotisa e apaixona-se pelo “homem” que lhe estava destinado. 
Falando em homem, realmente o que me fez impressão nesta obra é a verdadeira identidade de ClanFintan – um centauro. Tudo bem que ele pode mudar temporariamente de forma para um humano, mas todas as passagens em que se encontra na sua verdadeira forma e está com a jovem não foram muito aceitáveis pela minha imaginação. Realmente é um pouco estranho. Já para não falar do que se tratará o seu próprio filho. 
Tirando isso até é uma obra interessante que nos dá a conhecer um mundo diferente do nosso, apesar de não nos ensinar muito sobre a deusa em que é centrado e a sua sacerdotisa. 
Porém, os momentos na sua companhia até valem a pena. Vamos a ver é se posso dizer o mesmo das restantes obras. Já ouvi umas opiniões da 2ª obra que me deixam um pouco receosa do que vou encontrar em seguida. Só o tempo e a leitura é que o dirá. 
Boas leituras e bom fim-de-semana! Espero que o sol tenha vindo para ficar! 

“Cast é uma fabulosa contadora de histórias que conseguiu tornar Partholon um mundo fascinante, bem concretizado e com personagens cativantes” 
Fresh Fiction 

Aqui poderá aceder a um excerto da obra

Sem comentários:

Publicar um comentário