Pedido

BOAS LEITURAS!!!

domingo, 2 de outubro de 2011

The Bride Quartet - “Happy Ever After” de Nora Roberts

Nº de páginas: 333
Preço (WOOK): 9,78€
Ano de lançamento: 2010

“Childhood friends Mackenzie, Parker, Laurel and Emmaline have formed a very successful wedding planning business together. While helping thousands of happy couples to organize the biggest day of their lives, three of the four women have all found love themselves – but workaholic Parker remains resolutely single.
Her business is her life and she devotes all her energies to it. But as she is forced to re-evaluate her friendships, Parker finds that someone is about to divert her focus…”

O meu comentário:

Tudo o que é bom, infelizmente, tem de chegar a um fim e esta saga da aclamada Roberts não é excepção…
Depois de ter ficado totalmente apaixonada pelas obras anteriores, não consegui resistir a conhecer a relação de Parker, a certinha do grupo, e de Mal, um bad boy, já tendo uma vaga ideia de como as coisas iam acontecer graças a algumas passagens de «Bed Of Roses» e «Savour The Moment».
Quem já leu esta colecção, ou se encontra nos primeiros volumes, sabe perfeitamente que Parker Brown, sempre foi uma daquelas meninas certinhas, que adoram fazer listas e ter tudo arrumado, tendo sempre a sua vida planeada ao pormenor. Porém, quando os seus pais faleceram num acidente, apanharam todos de surpresa e deram-lhe uma verdadeira razão de ir para a frente com uma ideia que há muito andava a remoer na sua cabeça – abrir uma empresa organizadora de casamentos com as suas grandes amigas Mackenzie («Vision in White»), Emmaline («Bed Of Roses») e Laurel («Savour The Moment») – facto que acaba por acontecer e as coloca num patamar muito superior, sendo VOWS a preferência de muitas noivas e deixando muitos convidados completamente conquistados.
Contudo, não foi só a perda dos seus progenitores que alterou completamente os sues planos…
A partir do momento em que Parks conhece Malcom, um mecânico amigo do seu irmão Del, que representa, de diversas maneiras possíveis, aquela ideia de bad boy (género que nunca quis como companheiro), a sua vida dá uma volta completa.
Inicialmente, quando o conhece na segunda obra da colecção na sua oficina, este pensa que ela se trata de Em, dando-lhe um sermão por não tratar do carro em condições, passando a haver sempre um pequeno ressentimento por parte da jovem.
Todavia, no livro onde protagonizam Laurel e Del, o casal (Parks e Mal) passa a estar mais próximo, chegando a jovem a beijar o mecânico como forma de irritar o irmão.
Nesta obra, conhecendo-o um pouco melhor, esta começa a inteirar-se de que o motociclista tem muito mais do que dá a parecer à primeira vista, escondendo um passado recheado de momento caricatos, que para sempre o marcarão.
Conseguirão ambos ultrapassar as suas diferenças e estarem prontos para entregarem o seu coração?
Como se costuma dizer, no meio é que está a virtude, e eu acho que este provérbio se adequa perfeitamente a esta colecção.
Depois de já ter desfolhado e convivido com os três romance anteriores, pensei que esta obra representasse muito mais, ficando, talvez, à frente no ranking de preferências, de «Bed Of Roses» e «Savour The Moment» (as minhas favoritas).
Não é que o livro e o seu enredo estejam mal, é que eu parto da opinião de que, tendo tantas ferramentas e possíveis ideias nas mãos, dando o casal e as suas personalidades, a autora podia tê-las explorado muito mais. Um facto que me ocorre é que o facto de Mal ser um bad boy podia ter sido mais explorado, mostrando-nos uma Parker a viver o momento e a adrenalina (estes factos só acontecem raramente quando esta anda de mota e no carro desportivo de Mal).
Um facto que me deixou muito contente foi podermos assistir, não muito pormenorizadamente, claro, ao casamento de Mack e Carter, facto muito raro nas obras de Nora Roberts, nunca se assistindo a uma casamento de protagonistas em alguma das suas obras (pelo menos naquelas que li até agora).

“Everybody’s looking for their… Happy Ever After”

NOTA: Informo todos os leitores que esta obra pode conter conteúdo sexual que pode ferir a sensibilidade de algumas pessoas. Se se acha preparado para a desfrutar das suas páginas a responsabilidade é sua (dirigido aos mais jovens)

Sem comentários:

Publicar um comentário