Pedido

BOAS LEITURAS!!!

domingo, 9 de janeiro de 2011

"Contos da Meia Noite"

Nº de páginas: 390
Preço (WOOK): 18,67€
Editora: Ulisseia
Ano de lançamento: 2007

“A Hora dos Feitiços – Nora Roberts
Um reino é atormentado pela tragédia até que o feitiço de um deus mago faz surgir uma jovem, bela e corajosa, que terá de seguir o seu coração no amor e cumprir o seu destino na guerra.

Espelho Meu – Jill Gregory
Uma curandeira que jurou proteger o herdeiro de um reino conturbado tem de recorrer à ajuda de um cavaleiro ferido e de um espelho mágico…

Amante de Sonho – Ruth Ryan Langan
Numa viagem de negócios à Escócia, uma jovem americana desiludida com o amor é arrebatada pelo romantismo das Terras Altas – e pelos encantos de um perfeito desconhecido…

Terras da Meia-Noite – Marianne Willman
Ao investigar a história da sua família na Europa, uma americana depara-se com um castelo encantador e com o seu enigmático proprietário, que está convencido de que ela é a chave de uma terrível maldição…”

O meu comentário:

“Quando a noite chega, a magia manifesta-se…” é um frase poética presente na capa desta obra que resume muito sumariamente o tema deste livro. Claro, que todos os contos falam de amor, mas a meia-noite, como em muitas histórias místicas, tem um papel chave para o que se irá desenrolar a seguir. Desta vez, no penúltimo livro que me falta ler com estas quatro excelente autoras reunidas, temos cada uma delas no seu melhor, surpreendendo-me, mais uma vez, Marianne Willman pelo seu excelente trabalho na última história da obra.

Em “A Hora dos Feitiços”, Nora Roberts, leva-nos a Crepúscula, um reino de Luz, que certa noite é invadido por inimigos da coroa que instalam o medo e a escuridão. Nessa fatídica noite, em consequência da morte do amado e com determinação de trazer ao mundo a criança que carrega no ventre, a pobre rainha foge do palácio encontrando-se com alguns parentes acabando por dar à luz Aurora, uma criança que tem um grande destino e que carrega nas mãos a vida do seu povo e o destino do reino da Luz. Agora, esperando um sinal da falecida rainha, os que a criaram aguardam a altura em que lhe poderão dizer a verdade, não só lhe revelando a sua verdadeira identidade como o poder que carrega nas sua mãos. Contudo, para conseguir vencer o seu maior inimigo terá de contar com a ajuda do seu Lobo, um homem com quem se encontra em sonhos e que sabe que lá fora no mundo está à sua espera apaixonadamente.

Jill Gregory, na sua antologia, apresenta-nos a história de um reino que nunca tem paz. Esta foi a razão do rei ter deixado partir o seu filho varão de forma a protegê-lo dos seus inimigos e prepará-lo para aquilo que o espera no futuro. Fiona, uma jovem curandeira, é das poucas pessoa que sabe que o seu príncipe vive escondido de todos perto de sua casa e fez uma promessa de que iria proteger o seu adorado amigo nem que tivesse de entregar a sua vida em troca da sua segurança. Contudo, a segurança do miúdo de dez anos fica em perigo com o aparecimento de um homem que afirma chamar-se Cane e que está aos cuidados da jovem depois de ter sido atacado por um grupo de cinco soldados e que esteve mesmo às portas da morte.

“Amante de Sonho”, o conto de Ruth Ryan Langan, à semelhança dos anteriores, também nos deixa presos ao desenrolar da história e na esperança que os seus amantes encontrem finalmente o seu final feliz. Nesta obra assistimos ao encontrar entre Allison e Heath, dois jovens que levaram vidas completamente diferentes, mas que descobrem o verdadeiro amor pela primeira vez. Contudo, algumas características das suas personalidades vão levar um deles a afastar-se e a escolher regressar à sua anterior vida. Contudo, o outro não o fez por mal, tratando-se só de uma maneira de agradecer ao único homem que alguma vez teve como pai em detrimento da infância triste que teve.

Finalmente temos Marianne Willman em “Terras da Meia Noite”, onde nos apresenta Jenna, uma jovem que parte em rumo da descoberta da terra dos seus antepassados de forma a descobrir mais sobre as suas origens. Depois de alguns infortúnios da vida lá acaba por chegar ao seu destino e deparar-se com Phillipe, um homem muito misterioso que tem medo de reabrir o seu coração e contar-lhe o segredo que amaldiçoa o seu povo: cada chefe de família tem activo dentro de si o gene que faz com que se transformem em lobos em cada lua cheia.

“A meia-noite é o fio condutor desta soberba antologia de contos dirigida pela mestria de Nora Roberts”

NOTA: Informo todos os leitores que esta obra pode conter conteúdo sexual que pode ferir a sensibilidade de algumas pessoas. Se se acha preparado para a desfrutar das suas páginas a responsabilidade é sua (dirigido aos mais jovens)

Sem comentários:

Publicar um comentário