Pedido

BOAS LEITURAS!!!

sábado, 9 de março de 2013

Série Crossfire - “Refletida” de Sylvia Day

Nº de páginas: 328 
Preço (Bertrand): 16,60€ 
Editora: 5 Sentidos 
Ano de lançamento: 2013 

“Neste tão esperado segundo livro da série Crossfire continuamos a acompanhar a escaldante relação de Eva e Gideon que iniciou em Rendida, romance bestseller do New York Times. 

Gideon Cross: tão bonito e perfeito por fora como atormentado e complicado por dentro. Ele enfeitiçou-me com uma paixão que me arrebatou e me despertou os prazeres mais secretos. Eu não conseguia, nem queria ficar longe dele. Ele era o meu vício… o meu desejo… era meu
A minha história era tão violenta como a dele, e eu estava igualmente marcada pela vida. Nunca conseguiríamos ficar juntos porque era demasiado doloroso… exceto quando era inacreditavelmente perfeito. Nesses momentos, o desejo e o amor desesperado conduziam-nos a um estado de sublime insanidade. 
Gideon e eu estávamos a ultrapassar todas as fronteiras e a nossa paixão levar-nos-ia aos limites da doce e arriscada obsessão” 

O meu comentário: 

Depois de ter lido Rendida e ter gostado do que encontrei, este segundo livro deixou-me um pouco reticente em relação à natureza da sua relação, aproximando-se cada vez mais Gideon da imagem controladora e muitíssimo ciumenta que eu tenho de Christian Grey. 
Contudo, se formos a ver, este tipo de romances sensuais contemporâneos normalmente possuem um protagonista que segue este rumo. Desse modo, essa não é uma grande razão para criticar um livro… 
Quanto à escrita, continuo a dizer que é muito mais corrida e cativante que a da pobre EL James (também é importante relembrar que esta não era propriamente uma escritora, limitando-se a redigir fanfictions), trazendo-nos um pouco de sentimentos. 
Outro factor que Day tem em seu favor é o facto de a relação não avançar muito rápido. Na série «50 Sombras de Grey», no primeiro livro chateiam-se, no segundo fazem as pazes uma semana depois, ficam felizes e casam-se e no terceiro têm logo um filho; enquanto que nesta série temos certos desentendimentos que a seu tempo são resolvidos e vemos uma mudança constante na personalidade de Gideon, que mesmo no final sabemos ser capaz de tudo fazer por Eva, mesmo que isso os possa separar, desde que ele que ela sobrevive aos seus pesadelos. 
Uma coisa que eu não compreendo e recrimino na personagem são as suas constante aproximações de Corinne, a sua ex-noiva. Se este é tão feliz com Eva como diz, porque razão continua a encontrar-se com esta, ainda por cima em locais públicos, sendo descoberto pelos paparazzi, chegando a informação aos ouvidos da sua companheira, recusando-se depois a explicar-lhe os motivos por detrás de tais actos, acusando-a, ainda por cima, de ciúmes e falta de confiança. 
Uma colecção que talvez já não me tenha satisfeito tanto (é de apontar a leitura de «O Inferno de Gabriel» que me deixou totalmente apaixonada pela obra, sendo difícil agora encontrar uma obra do género que a ultrapasse, sendo as comparações constantes), mas que ainda me deixa com vontade de ler o volume seguinte, desejando que ambos encontrem a paz que merecem e que consigam vencer todos os obstáculos conseguindo começar uma vida a dois e constituir uma família. 
Boas leituras! 

“No doce limite da obsessão” 

NOTA: Informo todos os leitores que esta obra pode conter conteúdo sexual que pode ferir a sensibilidade de algumas pessoas. Se se acha preparado para desfrutar das suas páginas a responsabilidade é sua (dirigido aos mais jovens)

Sem comentários:

Publicar um comentário